Carregando...

Acesso a direitos é tema de oficina no CRAS Mathiensen

Publicada em 23 de Fevereiro de 2024 às 16h44
Acesso a direitos é tema de oficina no CRAS Mathiensen

Acesso a direitos é tema de oficina no CRAS Mathiensen

A "Importância das Contribuições Previdenciárias para Acesso a Direitos" será o tema abordado em oficina promovida pela Prefeitura de Americana, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, na segunda-feira (26), às 9h30. A atividade é voltada às famílias inscritas no Cadastro Único e será realizada pelo CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) do território da Vila Mathiensen, com o apoio do SESPA (Serviço Social Presbiteriano de Americana) - Rua Pica Pau, nº 80.


Segundo a coordenadora do CRAS Mathiensen, Cristina Pereira da Silva, os participantes da oficina receberão informações e orientações sobre os programas e benefícios sociais. "Será promovida uma palestra sobre a importância da contribuição previdenciária para ter acesso aos direitos e uma roda de conversa para esclarecimentos de dúvidas sobre os diversos benefícios sociais disponibilizados às famílias em situação de vulnerabilidade social", explicou.


A oficina temática terá a participação da assistente social do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), Patrícia Cristina Antonietto.


Haverá uma explanação sobre as leis trabalhistas, deveres e direitos do trabalhador, a importância do registro em carteira, encargos sociais, contribuições previdenciárias e auxílio maternidade, auxílio doença, seguro desemprego e outras proteções sociais, além de benefícios assistenciais.


"Será uma oportunidade para as famílias participarem desta atividade com as orientações do INSS e da Prefeitura, com a abordagem de quais benefícios e programas são ofertados, os direitos das famílias e como acessá-los. O objetivo é direcionar e ampliar essas informações para implementar cada vez mais as ações sociais para as famílias em situação de vulnerabilidade e risco social", disse a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Juliani Hellen Munhoz Fernandes.


Texto: Daniela Alves (MTb 23611)